Do Surf ao Tow-in – por uma análise da emergência do campo dos “Esportes de prancha”

Katia Bortolotti Marchi, Juliano de Souza, Fernando Renato Cavichiolli, Wanderley Marchi Junior

Resumo


Resumo: Nesse artigo, temos por objetivo sugerir um programa de pesquisa para análise da emergência do campo dos “esportes de prancha” evidenciando alguns dos agentes, estruturas e práticas que foram centrais nesse processo. A hipótese que nos guia nesse percurso se respalda no entendimento de que modalidades como o bodyboarding, sandboard, wakeboard, skate, entre outras, são derivações do surf. Em termos teórico-metodológicos, nos aprouve fazer um levantamento de artigos, produções literárias, relatos de experiência bem como de reportagens em sites e blogs especializados versando sobre os “esportes de prancha”, para em seguida, analisar esse material a partir das contribuições de Bourdieu, Featherstone e Giddens.

 


Palavras-chave


“Esportes de prancha”; Estilos de vida; Sociedade do consumo.

Texto completo:

PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 0103-3948 (impresso) e ISSN 2448-2455 (on-line) e-mail: revdef@uem.br