A família da criança oncológica em cuidados paliativos: o olhar da equipe de enfermagem

Adriana Ferreira da Silva, Helena Becker Issi, Maria da Graça Corso da Motta

Resumo


O cuidado paliativo à família da criança em oncologia pediátrica perpassa vários olhares e saberes, num processo compartilhado de construção. Ouvir a equipe de enfermagem acerca de suas experiências com famílias pode ressignificar a práxis do cuidado sensível e competente. Este estudo objetivou conhecer as experiências e as percepções da equipe de enfermagem em relação à família da criança em cuidados paliativos na Oncologia Pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e consiste numa pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva. Seus dados foram coletados junto a quinze profissionais de enfermagem por meio de entrevista semiestruturada e submetidos à análise de conteúdo. O estudo possibilitou compreender que, diante da facticidade existencial da família ao enfrentar a situação de cuidados paliativos do (da) filho(a), questionamentos filosófico-existenciais afloram e permeiam este processo singular de cuidado, trazendo algumas inquietações difíceis de enfrentar, porém, paradoxalmente, impulsionam a equipe a não esmorecer e a colocar-se como referência para a criança e a família. O cuidado está intimamente relacionado ao vínculo estabelecido entre o profissional, a família e a criança, o que faz com que o profissional, movido pela compaixão, centre seus cuidados não somente no biológico, explicitando uma genuína valorização da vida.

Palavras-chave


Família; Equipe de Enfermagem; Oncologia; Pediatria; Cuidados Paliativos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v10i4.18328



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)